fbpx
Central de Vendas 4000-1691 comercial@tdsa.com.br
Chamar no WhatsApp

É verdade que a Saúde não é uma mercadoria, e encará-la dessa forma leva a uma má prestação de serviços, bem como à falta de conexão com os pacientes e insucesso no longo prazo. Isso não significa, no entanto, que não seja necessário saber como montar um plano de negócios para clínicas médicas. Pelo contrário: quem se preocupa de verdade com o atendimento precisa de um bom planejamento.

A razão para isso é muito simples: um bom plano de negócios para clínicas médicas ajuda a empresa a atender mais gente, com mais qualidade e de maneira mais eficaz. Portanto, o planejamento é uma ótima forma de ajudar mais pessoas. Afinal, a clínica é uma empresa e, por isso, deve ser gerenciada como tal para poder cumprir a sua função.

Quer entender como montar um bom plano de negócios para clínicas médicas? Então, confira nossas dicas a seguir!

O que é um plano de negócios?

Um plano de negócios é um documento que deve ser produzido pelos gestores de uma empresa, que descreve todos os objetivos e passos necessários para que possam ser alcançados.

Em outras palavras, o plano de negócios é um mapa que especifica quais são as metas da empresa e como elas serão atingidas, abordando aspectos que vão desde a sua organização interna até estratégias de marketing e investimentos futuros.

Para uma clínica médica, ter um bom plano de negócios ajuda a organizar adequadamente a sua parte financeira, dando um norte à empresa e permitindo que os gestores possam cuidar dessa parte sem dificuldades, para que os médicos e outros profissionais de saúde se dediquem ao atendimento dos pacientes.

Como montar um bom plano de negócios para clínicas médicas?

Faça uma análise de mercado

O primeiro passo para fazer um bom plano de negócios é um estudo de mercado, analisando cada detalhe do segmento em que se pretende atuar. Afinal de contas, nem todas as clínicas médicas são iguais ou atendem ao mesmo público.

Além das diferenças entre as muitas especialidades médicas (as clínicas podem ser focadas em cardiologia ou urologia, por exemplo), ainda existem as diferenças de público. Uma clínica pode focar em uma clientela de renda mais alta, enquanto outra pode focar em um público de renda mais baixa.

Portanto, analise o mercado e veja quais são as deficiências do setor na sua região. Entenda o que sua clínica pode fazer no curto, médio e longo prazo com base no que o público ao redor precisa.

Pesquise todas as informações básicas

O seu plano de negócios precisará de algumas informações básicas para estar completo. Por exemplo, você precisará decidir se vai atender pacientes via convênios e planos de saúde ou não. Se sim, precisará aprender como se credenciar para atender via plano de saúde, com quais operadoras trabalhar e como adaptar a sua clínica para cumprir os requisitos dessas empresas, evitar glosas e não ter problemas.

Também será preciso levantar todas as informações e requisitos mínimos exigidos pelas autoridades para a abertura e manutenção da clínica médica e muito mais. Portanto, obtenha as informações necessárias para saber o que, quando e como fazer.

Monte um plano operacional

Seu plano de negócios precisará de uma parte interna chamada Plano Operacional. Este trecho do documento deverá descrever como a sua empresa vai trabalhar, incluindo sua localização, instalações físicas, equipamentos, quantas pessoas podem ser atendidas por vez e quais serão os processos internos para obter o máximo de produtividade possível.

Por exemplo, como será a marcação de consultas na sua clínica? E a confirmação delas? Como os pacientes serão informados de potenciais cuidados ou preparos para certas consultas ou tratamentos?

A ideia aqui é otimizar ao máximo suas rotinas para ter uma clínica eficiente e sempre capaz de prestar o melhor atendimento aos pacientes.

Crie a estratégia de marketing e financeira

Por fim, você precisará criar a estratégia de marketing e financeira da sua clínica. A primeira parte tem a ver com como você conseguirá pacientes: quais são os canais de aquisição, o que pode ou não pode ser feito, que tipo de material você publicará, e muito mais.

Já a segunda é uma análise de cobrança de preço por consulta, tratamento ou exame, como será o pagamento aos médicos e de que forma a clínica se organizará financeiramente.

Pronto! Agora você já conhece a estrutura básica para montar um bom plano de negócios para clínicas médicas. Com esses passos simples, poderá colocar o primeiro rascunho do seu planejamento em prática. Aos poucos, será necessário adicionar mais conteúdos até chegar ao ponto de ter um planejamento completo e otimizado para a sua empresa.

Gostou do conteúdo e quer conferir mais dicas para melhorar a gestão de uma clínica médica? Então curta agora mesmo nosso Instagram e Facebook e veja o que postamos exclusivamente por lá!

Rua Sete de Setembro, 01 - 2º Andar - Kobrasol, São José/SC
CEP. 88.102-030

Produtos

Contato

Contato

comercial@tdsa.com.br

Capitais e regiões metropolitanas

4000-1691

Demais localidades

(48) 3241-6991
(48) 3771-0100

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
comercial@tdsa.com.br
CENTRAL DE VENDAS