fbpx

O Brasil conta, atualmente, com um total de 3,3 milhões de pessoas que fazem doações de sangue para bancos e hospitais pelo país. Mais ou menos metade dessas pessoas são as chamadas doadoras regulares, ou que fazem doações contínuas, enquanto os outros são doadores esporádicos, ou de situações únicas. Na prática, esse valor está dentro da recomendação da OMS para que o país não sofra grandes riscos de desabastecimento, mas os números poderiam ser melhores.

Para o banco de sangue, é importante entender que uma doação é composta por dois passos básicos: a atração dos doadores e o preparo para o processo ser o mais rápido, eficaz e indolor possível. Isso porque, de um lado, o tempo que leva para a situação se completar e o “custo” em dor que ela tem pode atrapalhar a atração de novos doadores. Do outro, a eficácia ao lidar com o material coletado melhora o seu aproveitamento.

Quer aprender como preparar uma doação de sangue do jeito certo para melhorar a sua eficácia e ficar menos suscetível a desabastecimentos? Então, siga a leitura do artigo abaixo para conferir algumas dicas sobre o assunto!

1. Tenha um registro de quem faz doação de sangue

Todo banco de sangue precisa de doadores regulares, para poder manter os estoques sempre abastecidos e suportar imprevistos, caso ocorram. Por isso, é importante ter estruturas e campanhas para conseguir essas doações frequentes.

Uma das melhores maneiras de fazer isso é manter o registro atualizado de dados dos doadores do seu banco de sangue. Isso inclui nome, calendário das doações, tipo sanguíneo e forma de contato (e-mail, WhatsApp, etc.).

Assim, vale a pena olhar o calendário das doações dos regulares e ser proativo para propor que eles apareçam com frequência para fazer novas doações em seu banco de sangue.

Além disso, também vale a pena contatar os doadores que fazem doações esporádicas ou pontuais para propor novas doações e tentar convertê-los em regulares.

2. Realize campanhas segmentadas e focadas

Uma forma de atrair mais pessoas para aumentar as doações é realizar campanhas de marketing segmentadas e focadas. Por exemplo, você pode focar no público que pratica esportes no parque da cidade todo o domingo e criar um conteúdo mais ligado a esse tema.

Ao mesmo tempo, pode veicular a sua campanha focada em outros públicos em outros locais, sempre pensando na segmentação de interesses, localidade e dados demográficos.

3. Eduque o público sobre como se preparar

Existem certos elementos que atrapalham uma doação. Eles poderiam ser removidos ou, no mínimo, muito reduzidos se houvesse uma maior educação das pessoas sobre o assunto.

Por isso, invista na educação do público sobre o processo de doação de sangue, como ele funciona, o que é esperado dos doadores, qual a importância de participar de maneira regular e muito mais.

Isso ajudará a reduzir as objeções para as campanhas de doação, além de agilizar o processo para todos os envolvidos e reduzir a perda de material doado porque os doadores não respeitaram as regras básicas para fazer a doação.

4. Treine sua equipe corretamente

As três dicas anteriores são focadas em atrair mais pessoas para fazer doações e garantir que elas tenham menos objeções. No entanto, para otimizar ainda mais esse processo, é importante trabalhar no seu lado da questão também.

Por isso, treine a sua equipe constantemente para que eles consigam lidar muito bem com a coleta da doação de sangue e possam aproveitar aquele material da melhor maneira possível, com uma rápida separação de hemocomponentes e gestão do material.

5. Utilize um software integrado para organizar os trabalhos

Por fim, vale a pena usar em seu banco de sangue um software integrado para organizar todos os trabalhos e otimizar a gestão do material coletado e de toda a empresa no geral.

Um bom software de gestão permitirá que você possa coletar e organizar melhor as doações, controlar o estoque por vencimento de cada hemocomponente, guardar os dados dos doadores (com autorização deles) e muito mais. Isso tornará o seu trabalho muito mais fácil e otimizado.

Pronto! Agora que você já sabe como preparar adequadamente uma doação de sangue para ser recebida, é hora de colocar essa estratégia em prática com mais detalhes. Lembre-se de que o principal ponto para aumentar as doações é o preparo do público. Quanto mais pessoas souberem da importância de doar, de como fazer, quais os cuidados básicos e como o sangue é usado, mais doações você receberá.

Quem pode ajudar nesse trabalho é o RealBlood, nosso software de gestão para bancos de sangue. Além de guardar o contato de todos os doadores, permitindo que você faça campanhas para tentar que eles se tornem doadores recorrentes, ele ainda permite que todo o trabalho de coleta e gestão do material, incluindo estoque por validade de cada hemocomponente, seja realizado. Saiba mais sobre o RealBlood aqui!

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
comercial@tdsa.com.br
CENTRAL DE VENDAS