fbpx

Você entende a tomada de decisão dos pacientes que vão até à sua clínica? Se não compreende como eles pensam, então com certeza terá dificuldades para conseguir atendê-los. Isso se refletirá em muitas formas, como na falta de consultas agendadas, na perda de adesão aos tratamentos e muito mais. Por isso, é importante compreender bem como pensa o seu paciente.

É estranho falar em termos de “consumidores” e “clientes” no contexto de uma clínica médica, mas é necessário. Afinal de contas, uma clínica não deixa de ser uma empresa e precisa ser bem administrada se quiser cumprir o seu objetivo de ajudar as pessoas e trazer mais saúde para elas. E, para ter uma boa administração, é vital entender quem é o seu paciente e como ele toma decisões.

Quer compreender alguns dos principais fatores que influenciam na tomada de decisão dos pacientes? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Os 4 fatores que influenciam na tomada de decisão dos pacientes

Conhecer os fatores que causam impacto na tomada de decisão dos pacientes é muito importante para quem quer se comunicar melhor com eles e conseguir maior adesão em tratamentos e outras ações.

Ao saber quais são os fatores mais importantes, sua clínica pode adequar a proposta de valor para que seja mais fácil conseguir aquela decisão desejada. Confira abaixo quais são os 4 fatores mais importantes para os pacientes!

1. Conhecimento

A quantidade de informações e o conhecimento disponível para o paciente é um dos principais fatores que influenciam a sua tomada de decisão. Quanto mais informações e dados verídicos, contextualizados e explicados ele tiver, melhores serão as decisões que tomará.

No entanto, há alguns obstáculos para garantir que os pacientes conseguirão transformar informação em conhecimento para tomar boas decisões. A começar, é claro, pelo fato de que aprendemos muita coisa “simplificada” na escola e, portanto, não entendemos bem como as coisas funcionam depois de crescidos. Um exemplo é a quantidade de dúvidas das pessoas sobre o funcionamento das vacinas contra o novo coronavírus, o que levanta muita desinformação porque as pessoas não compreendem bem alguns fatores.

Além disso, existe a dificuldade natural de conversar entre médicos e pacientes. Médicos estão acostumados com termos difíceis, que não são usados no dia a dia das pessoas. Portanto, é preciso “traduzir” o que os termos clínicos querem dizer para que as pessoas entendam.

2. Proximidade

Responda com honestidade: se a pessoa que você mais confia no mundo dissesse para fazer uma coisa e um completo estranho dissesse para fazer o contrário, o que você faria? Provavelmente aquilo que o seu conhecido falou, correto?

Isso é normal. Nós tendemos a confiar mais e aceitar mais influências de quem está mais próximo de nós no dia a dia. Por isso, é vital para a sua clínica e seus médicos construírem proximidade com os pacientes.

Por exemplo, é interessante manter uma comunicação próxima com o cliente, lembrando-o das datas de consultas, enviando conteúdos de valor para os seus tratamentos ou ações médicas.

3. Economia

Todos os elementos que abrangem a economia da vida de uma pessoa são fatores muito importantes na sua tomada de decisões. Por exemplo, toda vez que é necessário iniciar um tratamento, o paciente vai considerar os custos das sessões, dos remédios, do deslocamento até a clínica e muito mais. Isso tudo faz com que ele tope ou não participar do procedimento.

Além dos custos diretos, existem aqueles indiretos a considerar também. Por exemplo, um profissional freelancer pode perder dias de trabalho por causa de algum tratamento e isso significa menos renda no fim do mês.

Portanto, elementos econômicos têm peso enorme na tomada de decisão dos pacientes, especialmente em momentos em que a renda está baixa e os custos estão altos.

4. Crenças pessoais e culturais

Um dos últimos fatores a afetar a tomada de decisão dos pacientes são as suas crenças pessoais e culturais. Em alguns casos, esses elementos podem sobrepor todos os outros processos ou fatores, se tornando o elemento mais importante em jogo. Já em outros casos, até tem um peso, mas não tão grande assim.

Normalmente, as crenças pessoais e culturais são mais importantes em relação a tratamentos ou procedimentos culturalmente polêmicos ou em que há conflito direto com a posição religiosa do paciente.

Pronto! Agora que você já viu quais são os 5 principais fatores que afetam a tomada de decisão dos pacientes, deu para entender que dá para trabalhar quase todos eles de uma forma ou de outra, indireta ou diretamente. Por exemplo, produzir conteúdo para educar seu público não é só uma estratégia de Marketing Médico, mas sim uma maneira de afetar pelo menos 2 ou 3 desses fatores.

Agora que você já viu como influenciar positivamente a tomada de decisões dos seus pacientes, é hora de conhecer mais dicas de gestão para clínicas médicas. Para isso, curta nosso Facebook e Instagram agora mesmo!

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
comercial@tdsa.com.br
CENTRAL DE VENDAS