fbpx

Quando nos referimos aos hemocomponentes, estamos falando de um produto que tem como origem o sangue. Eles são fundamentais para transfusões ou terapias de pacientes que apresentem alguma doença ou deficiência.

Gerados a partir do fracionamento das chamadas bolsas de sangue total, os hemocomponentes necessitam de uma conservação adequada e segura para que sejam aproveitados ao máximo e possam salvar vidas. 

Ao longo deste conteúdo, vamos abordar o que são esses hemocomponentes e para que são destinados. 

O que são os hemocomponentes?

No processo de doação de sangue, a bolsa com todos os componentes sanguíneos é conhecida como bolsa de sangue total e é através dela que se originam os hemocomponentes.

Eles podem ser definidos como os produtos que são gerados após técnicas de centrifugação do sangue, onde é feito o fracionamento da bolsa de sangue total em concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas, plasma expansor, plasma fresco congelado e crioprecipitado. Os hemocomponentes são muito utilizados durante as transfusões de sangue e podem salvar até quatro vidas.

Cada um desses hemocomponentes apresenta uma validade específica, o que torna essencial garantir um controle desse material nos bancos de sangue, a fim de que nada seja perdido. 

Conheça os tipos de hemocomponentes existentes e suas indicações

O procedimento de transfusão de sangue necessita de muita atenção em todas as etapas. Esse cuidado se estende aos hemocomponentes, pois existem fatores de risco capazes de ameaçar a qualidade do material que será destinado ao paciente.

Logo que o sangue é coletado, são realizadas técnicas de centrifugação e de congelamento para fracionar o volume da bolsa de sangue total. Assim surgem os hemocomponentes. Confira, a seguir, cada um deles.

Concentrado de hemácias lavadas

É um hemocomponente submetido à lavagem à base de soro fisiológico através da centrifugação e, posteriormente, ao descarte dos chamados sobrenadantes. Com uma perda de aproximadamente 20% das hemácias, o volume final fica em torno de 250 ml.

O concentrado de hemácias lavadas deve ser conservado entre 2 e -6 ºC, em um período de 24 horas, a fim de impedir a contaminação por bactérias. Ele é muito utilizado para transfusões em pacientes com deficiência de IgA.

Concentrado de hemácias

São os chamados glóbulos vermelhos do sangue, responsáveis por transportar o oxigênio dos pulmões para todo o organismo e eliminar o gás carbônico das células. Cada milímetro cúbico (mm³) de sangue tem aproximadamente 4,5 milhões de hemácias, e cada uma delas tem vida média de 120 dias no organismo.

Após a centrifugação da bolsa de sangue total, os concentrados de hemácia são utilizados para tratamento de anemia ou hemorragias. Eles têm validade de 28 a 35 dias em temperatura de 4 ºC.

Crioprecipitado

Também conhecido como CRIO, é um hemocomponente preparado através do descongelamento de uma unidade de plasma fresco congelado entre 1 e 6 ºC. 

Cada bolsa de sangue tem de 10 ml a 20 ml e é utilizada para tratamento ou prevenção de sangramentos ativos. Sua validade é de um ano, desde que armazenada a -20 ºC.

Plasma fresco congelado

Trata-se de um líquido com coloração amarela correspondente a 55% do volume total do sangue. É composto por água, proteína e íons. Uma bolsa de plasma fresco congelado tem geralmente 200 ml.

Quando bem conservado, pode durar um ano a -20 ºC e dois anos a -30 ºC. Esse tipo de plasma é usado para transfusões em caso de sangramento, deficiência de fatores de coagulação ou prevenção de sangramento antes de procedimentos cirúrgicos para pacientes que apresentem essas condições.

Plasma expansor

Também chamado de plasma comum, é o plasma que não passou pelo congelamento seguindo as especificações técnicas ou, ainda, o plasma fresco congelado que perdeu a validade. Nesse caso, deve ser armazenado a -20 ºC e não é indicado para clínicas ou fins transfusionais.

Sua única função passa a ser para usos industriais na produção dos hemoderivados, como albumina e imunoglobulinas. A validade do plasma expansor é de cinco anos.

Importância do RealBlood com relação aos hemocomponentes

É quase impossível garantir a organização e o gerenciamento de um banco de sangue sem um software especializado em gestão.

Com o auxílio de um software para banco de sangue, você consegue ter o controle total do ciclo do sangue, o que inclui os hemocomponentes, sua validade e informações sobre a coleta e fracionamento. Isso faz com que tudo fique mais fácil, seguro, organizado e com controle detalhado de todos os processos.

Agora que você já sabe o que são os hemocomponentes, para que serve e a validade de cada um deles, é hora de modificar seu banco de sangue e garantir uma gestão ainda mais eficiente. 

Conheça agora mesmo o RealBlood. Temos uma equipe altamente capacitada esperando por você para sanar todas as suas dúvidas!

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
[email protected]
CENTRAL DE VENDAS