fbpx
Central de Vendas 0800 608 0170 comercial@tdsa.com.br
Chamar no WhatsApp

Muito se fala sobre o “futuro da medicina”. Afinal, ela é um dos setores que precisa sempre continuar inovando para trazer soluções mais eficazes na prevenção, tratamento e cura das doenças mais diversas. Seguindo esta linha de pensamento, você já pensou em como será o consultório do futuro?

É exatamente isso que nós tentamos responder hoje. De acordo com pesquisas e algumas tendências que já têm sido observadas, nós listamos 5 fatores que provavelmente teremos no consultório do futuro.

Continue a leitura e acompanhe!

 

5 fatores que teremos no consultório do futuro

 

1. Telemedicina

Um dos primeiros fatores que com certeza estará presente no consultório do futuro é o uso cada vez maior da telemedicina. Este primeiro fator, na verdade, nem é algo tão “do futuro” assim, já que ele teve um crescimento bem grande neste ano. Com a crise e o isolamento social causados pela pandemia do covid-19, muitas pessoas optaram pela modalidade.

Um dos muitos estudos presentes no livro “The Guide to the Future of Medicine”, uma obra inteiramente dedicada a falar sobre a medicina do futuro, revelou dados muito interessantes e que mostram como as consultas remotas permitidas pela telemedicina são uma tendência à qual devemos ficar atentos.

De acordo com ele, 72% das pessoas gostariam de realizar consultas regulares por meio de videoconferências. Em uma rotina em que o tempo é cada vez mais escasso e disputado, o dado faz todo o sentido e aponta esta como uma grande tendência.

 

2. Wearables

Os wearables nada mais são que dispositivos tecnológicos vestíveis. O termo “wearables”, inclusive, é inglês para “vestíveis”. Na medicina, eles podem ser muito úteis graças às suas capacidades de coleta de dados. Smartwatches e smartbands são exemplos de wearables que exemplificam esta aplicação.

Por ficarem sempre no pulso do usuário, eles são capazes de coletar informações como os batimentos cardíacos, a temperatura do corpo e a quantidade de passos dados em um dia. Com isso, todo o processo de prevenção fica muito mais fácil. Afinal, se algo estiver fora do padrão, o dispositivo logo avisa seu usuário.

Depois que isso acontece, já é possível procurar um médico sabendo que algo está errado, antes mesmo de ter algum sintoma mais grave — o que aponta que o consultório do futuro terá um papel ainda mais focado na prevenção de doenças ao invés de seu tratamento.

 

3. Big data

Lembra que acabamos de citar a coleta de dados? Através do big data, ela também estará muito presente no consultório do futuro. O big data é um conceito que consiste na coleta de uma grande quantidade de informação e, a partir dela, na tomada de decisões muito mais assertivas do que as feitas normalmente.

Quando se tem um grande volume de dados sobre um paciente, sejam eles provenientes de consultas passadas ou até mesmo do uso dos wearables, é possível elaborar tratamentos e técnicas de prevenção muito mais específicos. Isso aumenta consideravelmente as chances de sucesso e a saúde e qualidade de vida de cada paciente.

 

4. Atendimento humanizado

Muitas pessoas pensam que a tecnologia diminui o aspecto humano das atividades diárias. No entanto, tudo indica que o consultório do futuro seguirá o caminho contrário. Isso porque a personalização de processos e a experiência de se sentir único é uma das vantagens que a tecnologia proporcionou — e as pessoas gostam disto.

Para deixar seus pacientes sempre satisfeitos e para ser considerado um bom profissional, o médico do futuro deverá investir em um atendimento cada vez mais humanizado. Quando ele conhece bem todo o histórico do paciente, baseia suas ações nisso e, acima de tudo, trata cada pessoa com carinho e atenção, o atendimento é muito mais valorizado.

Por esses e outros motivos, podemos afirmar que não é apenas a tecnologia que terá o seu protagonismo na medicina; um bom atendimento será cada vez mais importante.

 

5. Design biofílico

Por fim, a última tendência para o consultório do futuro que trouxemos não diz respeito nem à tecnologia dos dispositivos e nem ao atendimento; mas sim ao design das clínicas e dos hospitais. Outra pesquisa, desta vez feita pelo World Green Building Council, mostrou que os ambientes médicos que aplicam a natureza em seus designs têm dados muito curiosos.

Instituições de saúde com design biofílico, no geral, aceleram o tempo de recuperação dos pacientes em 15% e reduzem a necessidade de remédios para dor em 22%. São muitos os estudos que mostram os benefícios que a natureza traz para nossos corpos e mentes; e o consultório do futuro pode se aproveitar muito disso.

 

E você, o que acha dessas tendências para o consultório do futuro? Caso tenha gostado do texto e queira continuar recebendo o nosso conteúdo, não deixe de acompanhar as páginas da TDSA Sistemas no Facebook e no Instagram!

Rua Sete de Setembro, 01 - 2º Andar - Kobrasol, São José/SC
CEP. 88.102-030

Produtos

Contato

Contato

comercial@tdsa.com.br

Florianópolis

(48) 3241-6991

Rio de Janeiro

(21) 4062-7584

comercial@tdsa.com.br

São Paulo

(11) 4063-0845

Salvador

(71) 4063-9313

Porto Alegre

(51) 4063-7132

Brasília

(61) 4063-7839