fbpx
Central de Vendas 0800 608 0170 comercial@tdsa.com.br
Chamar no WhatsApp

Já faz alguns anos que a telemedicina tem sido utilizada por diversos médicos ao redor do mundo. No entanto, foi com a pandemia do covid-19 e o isolamento social consequente dela que as teleconsultas ganharam ainda mais espaço com vários profissionais — inclusive aqui no Brasil. A precificação de consultas sempre foi uma questão a se pensar, até mesmo das presenciais. E, em meio a essa necessidade, você sabe quanto cobrar pela teleconsulta?

Muitos médicos, não acostumados e tampouco preparados para a situação, não têm a total certeza da melhor forma de escolher os valores. E foi pensando exatamente nisso que nós preparamos um texto com dicas para saber quanto cobrar pela teleconsulta. Afinal, definir o preço não é apenas escolher um valor e pronto. 

É preciso avaliar os mais diversos pontos e, tendo cada um deles como base, precificar com números que sejam justos para o paciente e lucrativo para o médico.

Se você ainda não sabe exatamente quanto cobrar pela teleconsulta, não se preocupe! É só continuar a leitura abaixo e nós te damos 4 dicas!

 

4 dicas para saber quanto cobrar pela teleconsulta

 

1. Mapeamento total de investimentos

A fórmula de quanto cobrar pela teleconsulta tem o mesmo ponto de partida da maioria das outras precificações do mercado: deve-se avaliar o quanto será investido antes de qualquer outra coisa. Para isso, faça uma lista com todo o dinheiro que deverá ser gasto, desde os equipamentos, como computador, até os serviços, como luz e internet.

Depois de ter anotado com o que você gastará, anote também o quanto você gastará com cada uma das coisas por mês e some tudo. O total desta soma é o mínimo que você deve obter a partir de todas as consultas do mês — isso sem contar, ainda, a margem de lucro. Nós falaremos um pouco mais sobre a definição da margem de lucro desejada no tópico 4.

 

2. Conhecimento do público

Todo médico tem um tipo de público. Para saber quanto cobrar pela teleconsulta, você deve conhecer o seu. Se você tem uma base de pacientes cujos empregos tenham sido perdidos ou reduzidos devido à quarentena, não faz sentido cobrar preços altos. Eles dificilmente irão ter condições de pagar e, por este motivo, não se consultarão — ou pior; procurarão outro médico.

Caso o seu tipo de público não tenha sido tão afetado, seus valores podem ser semelhantes ao que eram antes da chegada da pandemia. As únicas diferenças a serem consideradas nesse caso é se você está precisando gastar mais para atender um paciente através das teleconsultas. 

 

3. Pesquisa entre concorrentes

Algum outro médico que atua na mesma área que você já está atuando com a telemedicina e oferecendo teleconsultas? Se sim, algo que você pode fazer é descobrir o quanto ele está cobrando. Ainda que isso não deva servir como base, é uma forma de entender o padrão do mercado. 

Pesquise entre a maior quantidade de concorrentes possível para obter uma média e saber o mínimo e o máximo que você poderá cobrar. Outro fator da pesquisa de concorrência que pode ser levado em conta é a existência de diferenciais. Caso você tenha algum diferencial que seus concorrentes não têm, um preço mais alto é justificável.

 

4. Margem de lucro desejada

Entre todas as dicas para te ajudar a definir quanto cobrar pela teleconsulta, essa última é a mais arbitrária. É necessário definir: quanto de lucro que você quer ter? Este é um ponto importante pois seu lucro deve visar não apenas um salário, mas também uma espécie de capital de giro para garantir o pagamento das despesas no mês seguinte.

Sendo assim, defina uma porcentagem que cubra os gastos atuais, os possíveis gastos do futuro e que ainda entregue um bom salário.

 

E você, já sabia quanto cobrar pela teleconsulta? Como já falamos em outro texto a respeito do assunto, hoje a telemedicina é uma realidade graças à necessidade enfrentada; porém, com o passar do tempo, essa prática pode vir a ser o padrão em diversos tipos de consultas que não necessariamente exigem a presença física do paciente. Sendo assim, é importante saber tudo sobre ela e como atuar com ela.

Se você gostou deste texto e quer receber mais, siga a TDSA Sistemas no Facebook e no Instagram!

Rua Sete de Setembro, 01 - 2º Andar - Kobrasol, São José/SC
CEP. 88.102-030

Produtos

Contato

Contato

comercial@tdsa.com.br

Florianópolis

(48) 3241-6991

Rio de Janeiro

(21) 4062-7584

comercial@tdsa.com.br

São Paulo

(11) 4063-0845

Salvador

(71) 4063-9313

Porto Alegre

(51) 4063-7132

Brasília

(61) 4063-7839