fbpx
Central de Vendas 0800 608 0170 comercial@tdsa.com.br
Chamar no WhatsApp

Nunca se falou tanto na importância dos dados pessoais, assim como da proteção deles. E, neste cenário, as empresas que possuem dados de seus clientes são as que mais precisam apostar em ações que garantam essa segurança. Trazendo esta realidade para o segmento da saúde, podemos afirmar tranquilamente que é preciso aumentar a segurança dos dados nestes ambientes.

Foi pensando nisso que a TDSA Sistemas preparou este texto. Na sequência, você poderá ver por que aumentar a segurança dos dados é importante e ainda conferir 5 ótimas dicas para aumentar a segurança dos dados na sua clínica.

Continue a leitura e confira!

 

Por que aumentar a segurança dos dados é importante?

Dados pessoais estão entre os bens não materiais mais importantes e valiosos das pessoas atualmente, ainda mais quando consideramos os tempos em que vivemos — onde os dados pessoais têm uma relevância tão alta que algumas empresas estão dispostas a comprá-los para estimular propagandas invasivamente personalizadas.

Você, como clínica, não quer ser a responsável pelo vazamento de dados dos pacientes no caso de um ataque e consequente roubo de informações, certo? É exatamente por isso que aumentar a segurança dos dados da clínica é algo fundamental. Indo além do atendimento médico prestado, a sua clínica deve ser uma referência de qualidade e segurança em todos os aspectos.

Isso sem falar, ainda, na Lei Geral de Proteção de Dados. A LGPD, como também pode ser chamada, está prevista para entrar em vigor em 2021, e qualquer empresa que tem posse de informações de clientes (incluindo aí as clínicas) e não seguir as normas estabelecidas pela lei está sujeita a multas de valores altíssimos. Caso você queira saber mais a respeito da LGPD e sobre como ela afeta nosso setor, neste link nós temos um texto completamente dedicado ao assunto.

 

5 dicas para aumentar a segurança dos dados da clínica

Agora que você já viu a importância de aumentar a segurança dos dados da clínica, sabe que esta ação é essencial, certo? Acompanhe as dicas abaixo para saber como colocá-la em prática:

 

1. Use a nuvem para armazenar dados

O primeiro passo em um processo de melhoria de segurança da informação é avaliar o tipo de armazenamento usado. Se a guarda dos documentos, onde a maioria das informações estão presentes, for feita de forma física, sempre há um risco de que os papéis estraguem e sejam perdidos ou, no pior dos casos, extraviados. Mais uma vez, você não deseja que a responsabilidade de um roubo de dados seja sua.

É exatamente por este motivo que o uso da nuvem para o armazenamento de dados é algo fundamental. Além de eliminar os riscos que citamos referentes ao arquivo físico, esta forma de armazenamento é a opção mais segura do mercado, sem que o acesso dos autorizados seja impedido ou dificultado.

 

2. Prontuário eletrônico

Ao disponibilizar todas as informações de um paciente, tanto pessoais quanto médicas, em um só local completamente digital e online, o prontuário eletrônico já reduz drasticamente o risco de fraudes. Some isso ao fato do aumento da praticidade e troca de informações entre clínicas e médicos e você verá como este tipo de prontuário é importantíssimo.

Assim como sobre a Lei Geral de Proteção de Dados, a LGPD, nós também temos um texto focado especificamente no prontuário eletrônico. Você pode acessá-lo e ler tudo sobre ele através deste link.

 

3. Opte por softwares especializados na área

Existem diversas opções de softwares direcionados ao armazenamento, à gestão e, o mais importante de todos, à proteção de dados no mercado. Algo que qualquer clínica deve fazer obrigatoriamente é a contratação de um sistema destes. No entanto, o ideal mesmo é optar por um serviço especializado no setor da saúde. Afinal, outras particularidades exclusivas da saúde também serão contempladas com ele, melhorando toda a experiência de trabalho na clínica.

É o caso do RealClinic, o software médico da TDSA Sistemas. Ele oferece funções perfeitas para o gerenciamento de todos os processos de uma clínica, além de poder ser acessado diretamente do seu navegador de internet. Conheça mais sobre o sistema na página criada especialmente para ele, aqui.

 

4. Elabore senhas seguras

Lembra que falamos sobre como o armazenamento em nuvem permite fácil acesso? Isso é possibilitado mediante o uso de um usuário e uma senha individuais. Porém, tenha sempre em mente que nada disso adianta se a sua senha for algo como “NomeDaClínica123”. Para que os riscos de ataques e roubos de senhas seja praticamente nulo, é necessário que elas sejam seguras.

Evite números de telefone ou outras coisas que remetam à clínica. As melhores práticas de senhas seguras que podem ser adotadas são utilizar pelo menos 6 caracteres (quanto mais, melhor), mesclar maiúsculas com minúsculas e incluir números e caracteres especiais (@, !, #, por exemplo).

 

5. Tenha um profissional ou uma equipe responsável pela segurança dos dados

Por fim, o último detalhe que faz todas as ações anteriores darem certo é esta dica. Tenha uma equipe ou pelo menos um profissional encarregado da segurança dos dados. Faz toda a diferença no resultado ter alguém comprometido somente com esta função. Afinal, quem também exerce outras atividades pode acabar deixando esta de lado, o que seria altamente perigoso para a clínica.

 

Gostou deste texto? Já sabe como aumentar a segurança dos dados da sua clínica? Caso queira continuar recebendo conteúdo, acompanhe a TDSA Sistemas no Facebook e no Instagram!

Rua Sete de Setembro, 01 - 2º Andar - Kobrasol, São José/SC
CEP. 88.102-030

Produtos

Contato

Contato

comercial@tdsa.com.br

Florianópolis

(48) 3241-6991

Rio de Janeiro

(21) 4062-7584

comercial@tdsa.com.br

São Paulo

(11) 4063-0845

Salvador

(71) 4063-9313

Porto Alegre

(51) 4063-7132

Brasília

(61) 4063-7839