fbpx

Você já ouviu falar sobre telemonitoramento? Essa atividade vem ganhando cada vez mais adeptos entre médicos e pacientes, tudo por conta dos avanços tecnológicos e da vontade de promover melhores atendimentos na área da saúde.

A telemedicina já é bem conhecida e utilizada para troca de informações médicas e análises de resultados dos mais variados exames. Acontece que o telemonitoramento vai mais além e é uma excelente opção para os profissionais que desejam ampliar os serviços ofertados nas clínicas.

O que é telemonitoramento

O telemonitoramento pode ser definido como um processo tecnológico, realizado de forma contínua, a fim de acompanhar as condições do paciente em tempo real onde quer que ele esteja. Assim, não existe a necessidade de ele permanecer em clínicas ou hospitais. O tratamento pode ser acompanhado a distância.

Essa estratégia conta com três etapas fundamentais. São elas:

  • Coleta de dados: realizada através de anamnese, avaliação clínica, exames de laboratório ou diagnósticos.
  • Análise de dados: momento de interpretar e obter possíveis conclusões ou hipóteses clínicas.
  • Tomada de decisão: quando o tratamento é definido após indicações e soluções adotadas.

Geralmente, o atendimento através do telemonitoramento ocorre por ligações telefônicas, nas quais os médicos conversam com os pacientes para avaliar possíveis alterações na saúde. Mas outras formas ajudam nessa tarefa, como os dispositivos conectados à internet e que enviam dados dos pacientes em tempo real. Juntos com a tecnologia, eles conseguem:

  • Medir a glicose dos diabéticos.
  • Monitorar batimentos cardíacos.
  • Aferir pressão arterial.
  • Medir a temperatura corporal.

Como a tecnologia de telemonitoramento funciona

A tecnologia de telemonitoramento funciona como uma espécie de central de atendimento, semelhante a uma central de telemarketing. As clínicas contam com auxílio de softwares para manter os prontuários personalizados e atualizados, conseguindo realizar videochamadas e ligações aos pacientes.

Conforme as condições dos pacientes, são utilizados dispositivos específicos para o envio de informações via internet. Estes são responsáveis por monitorar pressão arterial, batimentos cardíacos, nível de glicose e o que mais for considerado importante. Além disso, os pacientes recebem conteúdos informativos para se adaptarem a um estilo de vida saudável.

O principal objetivo é verificar as reais necessidades dos pacientes, indicando o melhor tratamento e evitando a hospitalização.

Conheça os benefícios do telemonitoramento

É fato que o telemonitoramento proporciona uma série de benefícios para as clínicas médicas. Confira, a seguir, os principais deles:

Maior alcance dos serviços de saúde

Por conta de os monitoramentos serem realizados a distância, pacientes que moram em lugares mais distantes conseguem cuidar melhor da saúde, tendo acompanhamentos mais constantes, ou seja, o deslocamento só será feito em casos de extrema necessidade.

Melhoria nas experiências dos pacientes

Com o telemonitoramento, os cuidados médicos passam a ser dentro dos lares dos pacientes, causando sensações de segurança e conforto para quem está com a saúde mais debilitada. O serviço serve também para proporcionar comodidade e auxílio de profissionais de maneira mais rápida.

Informações sobre a saúde do paciente em maior quantidade

A coleta de informações não se restringe apenas a dias de retornos nas consultas presenciais. O médico passa a ter mais dados para tomar decisões certeiras, contribuindo de forma positiva para tratamentos mais assertivos com base na evolução do quadro e para recuperações mais precisas.

Redução de custos assistenciais

Esse tipo de serviço ajuda a medicina preventiva, fazendo com que a clínica gaste menos com relação aos custos com a assistência médica. Isso é possível, pois o médico tem acesso às informações gerais da saúde do paciente, conseguindo detectar de forma ágil qualquer alteração ou possíveis doenças que venham a surgir durante o monitoramento.

Saiba como aplicar o telemonitoramento na sua clínica

O primeiro passo para aplicar o telemonitoramento na sua clínica é ter um planejamento. Em seguida, é necessário:

  • Estudar as necessidades do público analise se você tem um número grande de pacientes que necessita de atendimento mais próximo. Se a resposta for sim, o telemonitoramento pode ser uma boa solução.
  • Educar seu público explique a ele os benefícios dessa tecnologia. Uma dica é publicar conteúdos sobre o assunto para que todos conheçam o telemonitoramento.
  • Contratar ou capacitar uma equipe de atendimento é fundamental ter uma equipe focada nessa tecnologia. Como o serviço é todo online, o time pode atuar no regime home office, o que reduz custos.
  • Começar com calma ofereça o serviço de forma simples, com ligações periódicas. Com o passar do tempo, vá implementando as videochamadas.

Ao longo desse conteúdo, vimos a importância do telemonitoramento para que os pacientes tenham suporte médico a distância e os médicos consigam diagnosticar rapidamente as doenças. Isso porque os profissionais têm acesso a informações gerais da saúde do paciente em tempo real.

O que achou do assunto? Aproveite para saber o que é telemedicina e telessaúde. Boa leitura!

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
[email protected]
CENTRAL DE VENDAS