fbpx

A medicina integrativa vem sendo abordada por diversos hospitais conhecidos e de referência no Brasil, principalmente com o envolvimento da PIC – Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, que vem sendo adotada pelo SUS desde 2006.

O que é medicina integrativa?

Você já deve ter ouvido falar, mas ainda fica difícil entender, certo? Na realidade, ela é caracterizada por uma equipe multidisciplinar que, de forma integrativa em várias especializações, realiza o diagnóstico do paciente baseado em aspectos emocionais, mentais e físicos. Muitas doenças acabam precisando de abordagens diferentes para tratamento e, a partir dessa análise, é que o médico adota um tratamento para a cura de cada doença.

Como funciona a medicina integrativa?

A estrutura da medicina integrativa é diferente em relação à convencional, tanto pelo seu desenvolvimento quanto pela implantação em clínicas. Por isso, acaba impactando como um programa de medicina popular.

Conheça alguns princípios básicos para se trabalhar com ela: 

1. Planejamento estratégico

Começamos pela parte estratégica, já que os profissionais da clínica médica precisam traçar um planejamento estratégico com base no estudo dos pacientes e suas necessidades.

O médico deverá verificar o histórico clínico do paciente e, então, solicitar os exames complementares que achar necessário para formar o diagnóstico. A partir disso, fatores biológicos e emocionais servirão de diretriz para o diagnóstico, e passarão a compor o método de tratamento escolhido.

2. Parceria entre médicos e pacientes

Outra característica importante desse programa de medicina popular é a abertura para o diálogo. Quando uma consulta é agendada, o profissional deve direcionar as questões sobre a vida do paciente e suas necessidades. Isso promove o debate e a comunicação, que são indispensáveis para o tratamento.

É importante que o paciente se sinta incluído durante todo o processo, desde o diagnóstico até o efetivo tratamento. A partir da utilização de conceitos testados cientificamente, o profissional de saúde deve oferecer um atendimento humanizado.

3. Terapia Natural

Mesmo que como um programa de medicina popular, a medicina integrativa utiliza de métodos convencionais e, também, tratamentos naturais conforme o nível de prioridade.

Isso porque os fatores sociais, genéticos e ambientais interferem tanto na cura quanto na doença, e precisam ser considerados.

A medicina integrativa como método de prevenção de doenças

Em resumo, a medicina integrativa tem como objetivo promover a qualidade e o bem-estar do paciente, não importa o nível da gravidade do caso.

Desta forma, ao fazer o atendimento de um indivíduo que busca a medicina integrativa como ferramenta de tratamento ou prevenção de doenças, é preciso fazer uma análise detalhada e minuciosa de todos os aspectos funcionais do seu corpo, bem como dos aspectos externos como níveis de estresse, ansiedade, medo, etc.

Com ferramentas digitais, como o RealClinic, é possível ter uma gestão estratégica e um controle muito maior sobre todos os profissionais e atendimentos dentro da medicina integrativa, ampliando o acesso ao atendimento de qualidade e reduzindo problemas.

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
[email protected]
CENTRAL DE VENDAS