fbpx

Proporcionar um bom atendimento infantil é fundamental para clínicas e ambientes que recebam o público infantil.

Nesse sentido, é indicado oferecer tudo que for necessário para que a criança se sinta à vontade no ambiente, fazendo disso um diferencial e uma maneira de melhorar o tratamento.

O atendimento às crianças não é uma tarefa fácil, e conta com algumas particularidades e cuidados. Esse público é conhecido por apresentar uma maneira própria de entender o que está acontecendo, se comunicar e expressar sentimentos.

Uma coisa é certa: para garantir o melhor atendimento para as crianças, é preciso contar com profissionais que saibam estabelecer um contato humanizado com esses pacientes, por meio de práticas que tornem as consultas mais produtivas.

Pensando nisso, preparamos esse artigo com as principais maneiras de prestar um bom atendimento infantil e garantir melhor adesão dos pacientes. Boa leitura!

7 maneiras de prestar um bom atendimento infantil

1 – Prepare sua equipe para atender pacientes infantis

Crianças precisam de um atendimento diferenciado, para evitar que sintam medo ou insegurança durante a permanência na clínica. É importante ter uma equipe qualificada para atender esse público e saber lidar com os imprevistos que possam surgir.

Um pediatra é uma ótima escolha. Ele é o principal responsável por orientar os demais membros da equipe, ensinando boas práticas para o atendimento infantil, seja para médicos, secretárias, enfermeiras ou recepcionistas.

2 – Sempre explique os procedimentos

Falar sobre o passo a passo torna os procedimentos mais confortáveis, afinal crianças são curiosas e querem saber de tudo. Por isso, converse e explique todo o procedimento.

3 – Projete ambientes lúdicos

Um bom atendimento começa com um local adaptado para o público. Dessa forma, a estrutura da clínica precisa proporcionar aos pequenos, um ambiente lúdico, alegre, colorido, divertido, e que ganhe a atenção da criança.

Faça da sua clínica um local em que o público infantil goste de estar, tornando a consulta positiva para médicos e principalmente para os pais. Quanto menos souberem que estão em um local hospitalar, mais tranquilo eles ficarão.

4 – Faça com que a criança se sinta à vontade

Uma clínica sempre causa sensação de medo e de um ambiente intimidador, principalmente para o público infantil. Para evitar que se sintam amedrontados, tenha certeza de que todos estarão confortáveis.

A roupa branca tradicional pode causar desconforto. Logo, se você lida apenas com crianças, é válido investir em uma roupa mais colorida para diminuir essas sensações.

Médicos que saibam conversar, oferecer brinquedos, criar relações de confiança e fazer com que os pais fiquem perto são algumas maneiras de melhorar a experiência durante a permanência na clínica.

5 – Crie o costume de parabenizar o bom comportamento

Nem sempre as crianças obedecem e mostram um comportamento adequado. Isso acaba sendo um problema para os atendimentos. Dessa forma, estabelecer confiança é uma técnica que pode dar certo e eliminar esse imprevisto.

Quando a criança se comporta e é parabenizada por isso, a tendência é de que em todas as consultas ela mude o comportamento. Então, sempre que o paciente cooperar, dê os parabéns, você pode dar algum tipo de brinquedo, livros de colorir ou simplesmente um adesivo como forma de agradecimento.

6 – Invista na ludoterapia

A prática consiste no uso de brinquedos e brincadeiras durante a consulta. Esse brincar, permite que o profissional consiga obter informações que os pequenos mantêm em segredo, além de proporcionar conforto e experiência positiva.

Com a ludoterapia, é fácil compreender o desenvolvimento motor e intelectual, avaliar habilidades cognitivas e entender como respondem ao tratamento. Então, além dos instrumentos médicos, considere o uso de brinquedos dentro do seu consultório.

7 – Crie vínculos com os país

Um atendimento infantil eficiente não se baseia apenas em como as crianças são tratadas, mas sim na maneira que os pais são acolhidos pelos médicos.

Crie laços com os adultos para que eles curtam o atendimento e se tornem fiéis à sua clínica. Quando os pais confiam nos médicos, eles sabem o momento de deixar a criança sozinha com o especialista. Um diálogo aberto é o melhor canal para ambos.

Não esqueça: ter paciência é de extrema importância. A pressa e o nervosismo são ações que não devem estar presentes no atendimento, o foco deve ser sempre o bem-estar das crianças.

Comece a utilizar essas dicas nas suas consultas com o público infantil e será fácil notar como se sentirão confortáveis.

Se quiser receber mais conteúdos como este, siga-nos no Instagram e não perca nada. Estamos te esperando!

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
[email protected]
CENTRAL DE VENDAS