fbpx

A doação de sangue é sem dúvidas uma atitude nobre e que salva vidas, mesmo que muitas pessoas ainda não tenham acesso aos dados de quantos são beneficiados por essa ação. Por esse motivo, dispomos a seguir sobre a doação de sangue, pois pode ser que essas informações ainda não sejam do conhecimento de todos.

Fora as informações principais, como os requisitos, impedimentos definitivos e temporários, serão passadas aquelas sobre o que acontece com o sangue depois de doado até a chegada ao beneficiário, já que muitas vezes esses dados não são divulgados na mídia. Confira abaixo:  

Por que você deve saber tudo sobre doação de sangue?

Você que pretende saber tudo sobre doação de sangue, certamente possui o desejo ou a curiosidade de saber como são os processos de coleta até chegar ao destinatário. Primeiramente você deve saber por que essa conscientização é tão importante para a sociedade.

Uma bolsa de sangue é capaz de salvar até quatro vidas, ou seja, esse ato simples de solidariedade e compaixão pode fornecer às pessoas uma nova oportunidade de vida.

Por essa razão, todo esforço que você fizer para cumprir os requisitos que antecedem a doação não é demais, já que o resultado é recompensador. Veja abaixo o que o doador necessita saber antes da realização da coleta.

O que é necessário saber antes de doar?

Primeiramente, segundo o Ministério da Saúde é recomendado que o doador esteja em boas condições de saúde. Confira algumas recomendações:

  • que o doador esteja descansado e que tenha dormido no mínimo 6 horas nas últimas 24 horas;
  • que o doador pese no mínimo 50 kg;
  • esteja com uma alimentação saudável no dia da doação, não consumir alimentos gordurosos e pesados por pelo menos 4 horas antes do procedimento;
  • ter entre 16 e 69 anos. No entanto, é necessário que quem for realizar a coleta próximo aos 69 anos, já tenha doado sangue pelo menos uma vez. E quem tem 16 anos, deve estar acompanhado pelos pais ou responsáveis;
  • terá que apresentar documentos oficiais com foto, ou seja: Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Esses são os conhecimentos básicos que você deve ter antes de tomar a decisão de doar sangue. A seguir vamos dispor quais os impedimentos definitivos concretizados pelo Ministério da Saúde.

Impedimentos definitivos 

Tratando-se de doação de sangue, alguns dos impedimentos definitivos que foram concretizados, ocorreram devido a necessidade de garantir a segurança dos que receberão a doação, tendo em vista que existem doadores que possuem doenças transmissíveis pelo sangue. Algumas delas são:

  • doença da Malária;
  • se o doador teve Hepatite depois dos 11 anos de idade, também é impedido;
  • se o doador apresentar alguma doença em exames, como Aids, doenças do vírus HTLV I e II;
  • doença de chagas; 
  • câncer como leucemia;
  • hepatite tipo B e C.

Sendo assim, se você tiver alguma dessas condições não será permitida a doação. Veja a seguir quais são os impedimentos temporários que várias pessoas possuem para realizar a doação.

Impedimentos temporários

Se o doador apresentar algum desses sintomas, ou estiver com alguma das condições abaixo, certamente ele é impedido de doar. Confira alguns desses requisitos:

  • quem está resfriado, deve aguardar no mínimo 7 dias após o aparecimento dos sintomas;
  • se a mulher estiver grávida, também não é permitido. E também é recomendado que a doação seja feita 90 dias após o parto normal ou 180 dias após o parto cesariana. A amamentação também é um dos impedimentos temporários;
  • se o doador tiver feito tatuagem ou maquiagem definitiva nos últimos 12 meses;
  • se o doador ingeriu bebida alcoólica nas últimas 12 horas que antecedem a doação. Após esse período será permitida a doação.

Agora que você já sabe sobre todas as informações, requisitos e os benefícios da doação, veja abaixo quais os procedimentos após o momento da coleta até chegar ao beneficiário.

O que é feito com o sangue doado?

Após a coleta de sangue, a doação passa por uma série de análises dos componentes sanguíneos (plasma, hemácias e leucócitos) para determinar o seu destino ao receptor. Essas análises são feitas por meio de softwares, os quais os hemocentros e instituições possuem a fim de eliminar toda a chance de doenças infecciosas que poderiam prejudicar o sangue. Após o processo de análise, os beneficiários poderão receber o sangue que é transportado dos hemocentros aos hospitais, onde pessoas poderão receber doações específicas de plasma ou qualquer outro componente do sangue.

Assim se conclui todas as informações sobre a doação de sangue, já que é essencial que todos tenham esse conhecimento sobre essa atitude que salva muitas vidas. Se quiser saber mais sobre o assunto, basta entrar em contato conosco!

ATENDIMENTO
4000-1691
WHATSAPP
(48) 99641-5711
E-MAIL
[email protected]
CENTRAL DE VENDAS